Livros Publicados

Para encomendar entre em contacto comigo: porquenemtudofazsentido@gmail.com

“Com o coração nas mãos”

«Com o coração nas mãos é uma colectânea de 52 textos de Marta Arrais e Emanuel António Dias. Uma reflexão para cada semana do ano. Uma companhia para quem gosta da aventura do mundo interior. Alimento para as nossas almas num mundo cada vez mais complexo e de opiniões fáceis que nos afastam da Verdade. Marta Arrais é mestrada em ensino de inglês e espanhol. É professora e acompanha várias actividades de cariz voluntário em Portugal, Espanha e Moçambique. Emanuel António Dias frequenta o mestrado em Psicologia. Na sua paróquia é acólito e catequista. Ambos são cronistas do site iMissio, lidos e seguidos por muitos amigos e corações inquietos que procuram saciar a sua “fome de Deus”. São dois jovens, que pensam e sentem como jovens, partilham as suas reflexões, inquietações, indignações. Mas sobretudo, inspiram, entusiasmam, contagiam alegria, esperança e fé.»

«Com o coração nas mãos é uma obra coletânea de 52 textos de Marta Arrais e Emanuel António Dias. Uma reflexão para cada semana do ano. Uma companhia para quem gosta da aventura do mundo interior.»

com_o_coracao_nas_maos

“Porque nem tudo faz sentido…”

«Porque nem tudo faz sentido… Este é o livro onde se levantam diversas
questões sobre muitas coisas que acontecem na vida, para as quais, muitas vezes, não encontramos resposta. Para demonstrar isso, decidi escrever os meus testemunhos e reflexões pessoais para dar a ver ao Mundo que às vezes nem sempre tudo tem que ter uma razão, que nem sempre tudo tem que fazer sentido. E ao mesmo tempo mostrar que cada um de nós tem uma história que deve ser partilhada para que no final todos possamos melhorar cada vez mais este pequeno sítio que
habitamos. Reflexivo, calmo, mas também intempestivo este livro leva-nos a reflectir e a perceber que há muitas coisas importantes na nossa vida. Iremos perceber com ele que há diversos aspectos aos quais não damos o devido valor, mas que ainda estamos a tempo de valorizar. Em tempos de anonimato e perda de valores eu acredito que ainda há uma esperança, que ainda não está tudo perdido e que poderemos ser cada vez mais respeitadores e acolhedores do próximo.
“Preocupemo-nos com aquilo que preservará para sempre connosco e que será sempre identificado em nós. Sejam pessoas de verdade! Sejam testemunhos de alegria, confiança, humildade e simplicidade.”»
porque_nem_tudo_faz_sentido