Ganha-se muito pouco quando se quer ganhar tudo!

Ganha-se muito pouco quando se quer ganhar tudo. Recolhe-se o mínimo de tudo e de todos se decidimos apostar por inteiro numa medida desmedida. Não pode valer tudo mesmo quando se trata do nosso próprio bem. Não há como valer tudo se no fim não valemos nada!
Retira-se muito pouco da vida quando nos deixamos caminhar por um trilho de aparente sucesso. Quando o foco se foca em nós e desfoca por completo as relações, o respeito e a partilha, deixamos de saber contemplar e de valorizar tudo o que acontece ao nosso redor. Passamos rapidamente para uma obsessão destrutiva que nos liga à ilusão de que o sucesso e a conquista acontecem individualmente.
Lucra-se demasiadamente pouco quando centramos todas as nossas energias num automatismo cego e ignorante. Ao deixarmos que as correntes dos nossos atos sejam irrefletidas não estamos se não a produzir somente um ganho monetário que em nada nos recordará a vivência plena e verdadeira.
Alcança-se o mínimo dos mínimos quando nos minimizamos. É fácil tornarmo-nos pequeninos achando que somos os donos de tudo e de todos. É muito simples reduzirmos a vida ao visível e ao palpável e deixarmos endurecer o coração. Afinal de contas não traz tantas complicações. Nem tantas relações. E bem sabemos que hoje, se é para investir, deve ser em algo rápido, sem complicações e com grandes ganhos monetários.
Esquecemo-nos, uma vez mais, que não somos um capital, nem muito menos uma fonte de rendimento. Somos, isso sim, seres de relação que necessitam de atenção, de saber escutar e ser escutado. Seres que esperam por alguém que lhes liberte do medo de viver e de se entregar. Seres que anseiam pelo encontro e que isso requer investimento de tempo, de preocupação e de atenção duradoura. Esquecemo-nos muito facilmente de tudo isto, porque queremos ganhar sempre tudo esquecendo, muitas vezes, que já possuímos o tudo no nosso existir.
Ganha-se sempre muito pouco quando se quer ganhar tudo e a maioria das vezes perdemo-nos sem dar conta!

[Texto da autoria de ©Emanuel António Dias]

joshua-earle-YxJ5AfKFgFE-unsplash

[Fotografia da autoria de ©Joshua Earle]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s