Apertado pela vida

A vida apertou-se-lhe por inteiro. Apertou-lhe de uma ponta a outra. Tão forte e tão intensamente que nem lhe deixava respirar do bom ar que lhe era concedido.
A vida tinha-lhe sufocado por completo. Espremendo de si o que de melhor tinha, para que nada lhe pudesse salvar desta sua angústia. Foi-lhe retirado tudo e aumentando em si a ansiedade para com tudo e todos.
Tinha chegado até ele a pior de todas as faces da vida, mas bem sabia que não lhe podia virar a cara. O grande problema é que não havia em si tamanhas forças para virar-se de frente para a sua própria vida. Estava de costas para o mundo e para si. Não havia nada que colorisse a sua vida, pois tudo era preto e branco. Era tudo tão definido que não havia oportunidade de surgirem em si novas fontes, quando a sua nascente secou ergueu-se um novo rio de uma vida nova.
Descobriu em si a sua beleza. A beleza de quem se deixa tocar pela sua unicidade percebendo que vale muito mais do que aquilo que a vida lhe tinha vindo a dizer e a dar. Valia muito mais do que tudo aquilo que perdeu. Valia muito mais do que todos os momentos em que não lhe deram hipóteses de brilhar. Valia muito mais do que um simples sonho não realizado.
Foi nesta descoberta de si mesmo que se deu ao luxo de encontrar o seu maior tesouro. Fechado em si não tinha a noção do quanto se estava a deixar perder, mas encontrando-se foi dando a oportunidade de se deixar encontrar por todos aqueles que lhe tinham perdido de vista.
Saindo de si ganhou novas dimensões e a vida não tinha como lhe pegar. A vida não tinha mais chances de lhe apertar por inteiro.
Vivia para o seu mundo. O mundo dos que se deixam encontrar face a face com a vida, com o outro e com o mistério das suas próprias vivências.
A vida apertou-se-lhe por inteiro, mas rompendo as suas costuras foi capaz de ter nas palmas da sua mão uma vida por completo e pronta a ser vivida na plenitude da sua humanidade!

[Texto da autoria de ©Emanuel António Dias]

dark-2568338_1920

[Fotografia da autoria de ©StockSnap]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s