Feitos de amor

Nunca se falou tanto de amor, porém nunca se amou tão pouco.
Esta é a realidade dos dias de hoje. A banalidade em que tudo é amor, tudo parece amor e tudo se baseia em amor, quando na verdade está, isso sim, impingida a falta de noção do que realmente é o amor.
Não quero com as minhas palavras “falar” apenas de amor, nem cair na mesma hipocrisia. Quero, acima de tudo, dar a conhecer o amor que foi e me é dado a experimentar. Um amor sem farsas. Um amor sem qualquer tipo de preconceito. Um amor com a entrega total e verdadeira.
Sim, porque estes são os verdadeiros pilares do amor. Amar não se fica pelas palavras, nem pelos gestos mais ou menos bonitos. O amor fica quando tudo e todos desistiram de alguém. O amor fica quando a morte pensa ter saído vencedora. O amor fica quando o silêncio e a presença são a única forma de chegar ao coração. O amor fica quando a dor e a incompreensão da vida são eternamente consolados num abraço que dá suporte. O amor fica ficando-se.
O amor não se envolve numa autossuficiência, nem num fechamento do meu mundo. Ele é a abertura para o mundo. É a porta que atravessa tudo para cuidar do outro. Cuidar de forma digna e esperançosa dando a certeza de que a vida se faz de mãos dadas para que o coração possa estar unido. O amor é a ponte que atravessa as dificuldades de todos os tempos, para poder olhar para o outro como verdadeira pessoa, independentemente da fé que professa, da cor clubística ou partidária que defende, da orientação sexual que possa ter ou mesmo da etnia a que possa pertencer.
E a confirmação de que o amor é tudo isto está na necessidade que temos em que faça parte das nossas histórias. Esta sede que todos procuramos sacia-se no amor.
Somos feitos para o amor. Para o amor que se entrega de qualquer forma. Para o amor que se dá ao pai, à mãe, ao filho, ao esposo e esposa, a Deus ou simplesmente a um desconhecido. O amor é de todos e para todos.
Somos feitos para o amor, porque nele encontramos a veracidade de uma vida que muitas vezes se deixa convencer que é uma autêntica mentira.

[Texto da autoria de ©Emanuel António Dias]

mothers-day-3392985_1920

[Fotografia da autoria de ©Wir_Sind_Klein]

Anúncios

2 pensamentos sobre “Feitos de amor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s