Mundo tolo

Tenho medo de ser proclamado como “profeta do mal”, mas depois de reparar no que acontece dia após dia não poderia deixar de escrever…
É verdade que, o acontecimento de hoje (ataque químico na Síria), despontou em mim uma vontade enorme em querer-me expressar, uma vez mais, sobre este assunto.
Não escrevo para a fama, nem escrevo para mostrar que sofro com aqueles que, injustamente, estão colocados numa guerra que não é deles.
Hoje escrevo, porque me encho de verdadeira compaixão.
Hoje sinto na pele aquilo que alguém partilhava comigo e com mais colegas de turma: “Eu choro para dentro.”.
Sim, hoje choro para dentro. É ainda mais sufocante que um choro normal. É muito mais doloroso.
Hoje o meu coração está novamente destroçado por ver e saber que milhões de crianças fogem dos seus lares com medo de serem perseguidas.
O meu coração chora por ver e saber que milhões de crianças lutam, diariamente, para conseguirem viver só mais um dia.
O meu coração está demasiadamente apertado por ver e saber que milhões de crianças perdem as suas vidas, porque não tiveram a sorte de nascerem num sítio onde reina a paz.
O meu coração está partido por sentir que tamanhas criaturas indefesas não têm a oportunidade de viver a sua infância.
Aquelas crianças mereciam ouvir música e gargalhadas, mas a sua banda sonora são metralhadoras automáticas.
Aquelas crianças mereciam correr e esfolar os joelhos nas suas brincadeiras, mas apenas sprintam para chegarem a um abrigo.
Aquelas crianças deviam carregar consigo os livros e o amor no coração, mas são obrigadas a trabalhar e a levar a tristeza de uma vida.
E tudo isto acontece, porque o mundo está tolo.
O mundo está tolo ao ponto de não perceber que está a preparar a sua autodestruição.
O mundo está tolo ao ponto de não conseguir aprender com os erros do passado.
O mundo está tolo, porque não entende que não existe uma só verdade, nem uma só resposta correta.
O mundo está tolo, porque ainda não percebeu que “é muito mais aquilo que nos une, que aquilo que nos separa.”.
O mundo está tolo, porque se deixa enganar constantemente pelas coisas do mundo.
Sei bem que só com palavras não salvarei ninguém, mas espero, profundamente, que as minhas palavras possam ecoar no teu pensamento e criar em ti uma verdadeira ação.
Que as minhas palavras sejam a verdadeira rampa de lançamento para que este mundo fique um pouco menos tolo.
Que as minhas palavras cheguem aos ouvidos dos “grandes senhores do mundo” e os deixem incomodados.
Que as minhas palavras façam abrir os olhos do mundo e que ajudem a encontrar a beleza que existe no olhar inocente de uma criança…

[Texto da autoria de ©Emanuel António Dias]

peace-529380_1920

[Fotografia da autoria de ©SutoriMedia]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s