Como levo a esperança?

Como levo esperança aos outros?
Como posso atenuar o sofrimento das pessoas?
Como explico aquilo que nem eu sei o porquê?

A verdade é que todos os dias sou abordado por situações de grande dificuldade.
São inúmeros os casos: pessoas que sofrem de cancro, pessoas que vivem sozinhas, pessoas que perdem os seus entes queridos, pessoas que são enganadas, pessoas que têm de abandonar os seus lares por causa da guerra, pessoas que desesperam por não terem emprego, pessoas que apenas têm uma ponte como sua casa…

E tudo isto é-me apresentado à frente e sinto-me fraco. O que posso eu fazer por elas?
Diz-me Senhor, como chego até elas?

É certo, que a minha presença pode fazer a diferença ou pelo menos atenuar um pouco o sofrimento pelo qual as pessoas passam, mas e depois? Como lhes dou as respostas que elas tanto procuram?

É uma frustração muito grande não conseguir dizer muito mais do que: “Eu estou aqui!”.

Acho que vivemos uma altura, onde as pessoas necessitam, claramente, muito mais do que isso.
Claro, que me dirão que os atos contam mais do que as palavras. Sim concordo, mas às vezes as palavras têm o poder de nos acalmar. Têm o poder de nos fazer sentir confiantes!

Sejamos fonte de esperança para aqueles que mais necessitam de nós!
Sejamos luz para a vida dos outros!
Sejamos servidores do outro.

“Como seria belo se cada um de vós pudesse, ao fim do dia dizer: hoje realizei um gesto de amor pelos outros!”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s