Não és o único

Hoje, enquanto realizava a minha viagem de comboio entre São Romão e Porto-São Bento, olhava à minha volta e contemplava as pessoas que faziam o mesmo percurso.

Como não tinha ninguém para falar, não tinha um livro para ler, nem me apetecia andar a divagar pelo Facebook, decidi analisar cada pessoa e tentar adivinhar o que cada uma poderia estar a sentir e a pensar.

Foi então que comecei logo pela menina que se encontrava à minha frente.
Bem vestida, bonita e aparentemente muito descontraída. Encontrava-se a ouvir música e, de vez em quando, enviava mensagens com um pequeno sorriso na cara. Sabem qual é, não sabem? Aquele sorriso de envergonhada de quem recebe mensagem de alguém muito próximo. No meio destas atividades, ela parava para olhar para a paisagem de uma forma muito fixa, onde dava a sensação de estar preocupada com alguma coisa ou com alguém, ou talvez estivesse somente a pensar na sua cara metade.

Passemos agora para a minha segunda análise. Desta vez um homem perto dos seus 60/65 anos. Muito bem apresentado e bastante vaidoso. Dei com o senhor a pentear-se várias vezes, mas quando não se penteava ou não arranjava o colarinho da camisa, ele esfregava a sua mão na cara e mexia muitas vezes a sua perna direita. Com estas informações dava para concluir que alguma coisa o perturbava ou então estava nervoso para algo que iria acontecer quando chegasse à estação de São Bento.

Depois de analisa-los olhei para o resto das pessoas e apercebi-me que todos os dias passamos por tantas pessoas e todas elas têm a sua vida, a sua história, as suas preocupações, as suas manias, os seus gostos, as suas vaidades, as suas angustias…
E muitas destas pessoas só passam por nós uma única vez em toda a nossa vida!

Como é incrível esta dádiva que todos recebemos e que é denominada de vida.
Como é incrível a vida que acontece em cada um de nós.

Por isso, valorizem cada pessoa que vem ao vosso encontro.
Respeitem cada pessoa que vos procura.
Acolham cada pessoa que vos pede ajuda.

Alegrem-se por esta vida que vos foi dada.
E com ela partilhem momentos, histórias e parvoíces.
Vivam e desfrutem ao máximo, pois só vivemos uma vez e não podemos recuar no tempo.

Anúncios

Um pensamento sobre “Não és o único

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s