Será uma Guerra Mundial?

Jihadistas é este o nome pelo qual é conhecido o movimento mais poderoso do Estado Islâmico. As suas armas, o seu poderio e o dinheiro, que conseguem mover dia após dia, fazem com que sejam um dos grupos mais temidos de todos os tempos.

Caros leitores, por acaso já pararam um pouco para perceber o que está acontecer mais uma vez ao Médio Oriente? Ou iremos ignorar novamente?

Milhares de crianças, mulheres e homens fogem do terror, onde deixam as suas casas e as suas comodidades.
Fogem sem olhar para trás.
Fogem para tentarem sobreviver ,para não serem decapitados, violados ou massacrados por aqueles homens que dizem fazer justiça em nome de um Deus qualquer…

Desculpem a minha sinceridade, mas não posso acreditar que um Deus possa pedir guerra, sofrimento, dor e destruição. Eu, como cristão, relembro o tempo das Cruzadas onde fizemos, claramente o mesmo, mas felizmente soubemos reconhecer o erro e perceber que a única forma de conquistar em nome de Deus é falando ao coração e tendo atitudes simplicistas, humanistas e amorosas. Não se pode conquistar através das armas.

Olhemos para todo este terrorismo e voltemos agora os nossos olhos para o nosso quotidiano… Que sentimento de liberdade e de paz, não é verdade?

Façam uma pequena experiência: saiam fora de casa e sentem-se no jardim. E, de seguida, respirem livremente com os olhos fechados. Ou então sentem-se numa esplanada de café e assistam, simplesmente, ao movimento da sociedade numa cidade.
Não sabe bem? Ai se não sabe. Desculpem-me todas as outras definições de liberdade, mas não há, para mim, melhor definição de liberdade do que o sentimento de poder desfrutar um momento de lazer sem ter que viver com o medo de ataques terroristas.

Já alguma vez  se tinham apercebido disto? É, claro que não. Estamos muito ocupados com coisas supérfluas que tiram o encanto ao mais simples e bonito pormenor que existe na nossa vida.
Dêem graças por poderem viver num país onde existe crise, mas não existe guerra, pois juntos conseguiremos vencer a crise e numa guerra nunca saberemos quando é que pode acabar.

Entendamos que não ganhamos nada em sermos fundamentalistas.
Tenhamos uma mentalidade aberta, sejamos respeitadores e acolhedores de todos, pois só assim poderemos mudar as mentalidades bacocas que insistem em fazer deste Mundo um autêntico inferno.
Sejamos capazes de todos os dias fazermos a diferença!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s