Já sabes andar?

Já sabes andar? É a pergunta que desejas que te façam. Depois de tantas quedas, depois de guardares tantas marcas em ti, anseias que alguém se preocupe com o teu andar. No entanto, a pergunta não surge. Querem somente que andes à força. Não interessa muito bem como, nem para onde, o que realmente importa … Continuar a ler Já sabes andar?

Anúncios

O teu olhar

O teu olhar perdeu-se. Perdeu-se de ti e em ti e não diz a ninguém por onde é que tu possas andar. É ele que te define, como sempre, mas desta vez não diz quando voltarás, nem como voltarás. Está perdido em si mesmo. Está vazio. Já não encontra dentro de ti a coragem do … Continuar a ler O teu olhar

Caminhando pelas incertezas

Não caminhamos pelas certezas, mas sim pelas dúvidas. São elas que nos incitam a sairmos de nós mesmos e a ultrapassarmos os limites delimitados, tantas e tantas vezes, pelos nossos medos. A vida faz-se arriscando na travessia de ultrapassar o risco da ousadia. Enfrentarmos as dúvidas e os medos não nos faz vencedores de tudo … Continuar a ler Caminhando pelas incertezas

Serás sempre muito mais!

Serás sempre muito mais. Não serás apenas o que os outros pensam sobre ti, porque és muito mais do que aquilo que eles conseguem alcançar com os seus desejos ou ambições. Tu és muito mais único do que aquilo que te querem fazer parecer. Existe em ti a marca da unicidade que ateima em marcar … Continuar a ler Serás sempre muito mais!

Hão-de vir dias melhores!

Hão-de vir dias melhores. Chegarão os dias em que nos convenceremos que amanhã será sempre melhor do que hoje. Virão até nós as certezas que durante tanto tempo foram apagadas pelas pegadas das nossas dúvidas e das nossas quedas. Ficará em nós a confiança de que por onde quer que caminhemos o amor acabará por … Continuar a ler Hão-de vir dias melhores!

Os abraços também falam!

Os abraços também falam. Falam aquilo que não se consegue dizer, mas que se tem que transmitir em tantos momentos e circunstâncias. Expressam a ligação do que não se vê, mas que se sente profundamente. São o nosso melhor diálogo perante o silêncio originado por tantas vidas e situações. São eles que nos confortam. São … Continuar a ler Os abraços também falam!

Ganha-se muito pouco quando se quer ganhar tudo!

Ganha-se muito pouco quando se quer ganhar tudo. Recolhe-se o mínimo de tudo e de todos se decidimos apostar por inteiro numa medida desmedida. Não pode valer tudo mesmo quando se trata do nosso próprio bem. Não há como valer tudo se no fim não valemos nada! Retira-se muito pouco da vida quando nos deixamos … Continuar a ler Ganha-se muito pouco quando se quer ganhar tudo!

Adormecemos!

Adormecemos e nem reparamos nisso. Deixamo-nos dormir e quando acordamos fizemos de conta que não era nada connosco. Tornou-se muito fácil de resolver as coisas deste jeito: deixando-nos indiferentes. Encostamo-nos na nossa comodidade e no conforto do cotão do nosso umbigo para não termos que escutar aqueles que, pelo azar da vida e da falta … Continuar a ler Adormecemos!

Sem olhar para trás

Falta-te percorrer trilhos de vida sem olhar para trás. Larga-te do passado e vem caminhar sobre o presente. É no agora que vives. É o agora que te permite partir, chegar e fazer de novo. Não te peço que atravesses a tua existência de olhos vendados, nem muito menos que ignores aquilo que foste e … Continuar a ler Sem olhar para trás

Ficar por aí

Tu já te deixaste ficar por aí? Quando foi a última vez que te deixaste ficar? Sim, porque não contam as vezes em que estás. Para ficares, verdadeiramente, tens de estar inteiramente. Tens de chegar, sentar a tua vida e agarrar o teu coração e colocá-los à disposição daqueles que se encontram à tua frente. … Continuar a ler Ficar por aí