Calculistas

Somos demasiado calculistas. Tentamos resolver-nos numa raiz quadrada que não nos dá o resultado daquilo que somos. Elevamo-nos em potência para uma sobrevivência que nos assusta, em pleno, a nossa vivência. Colocamo-nos por entre números esquecendo-nos que isso nos leva à fração daquilo que somos e que nos separa numa divisão que não nos leva … Continuar a ler Calculistas

É só uma nuvem

Talvez seja só uma nuvem. Uma nuvem que te impeça de ver o que tens sido. Deve ser só por um instante. Mais comprido do que tantos outros instantes, mas mesmo assim efémera. Curta. Passageira, mas sem te levar como seu passageiro. Talvez seja só mesmo isso: uma nuvem. Carregada com a escuridão das tuas … Continuar a ler É só uma nuvem

Que cicatrizes é que levas contigo?

Que cicatrizes é que levas contigo? Já sabes de cor as que te são tão visíveis. Essas dão-te nome e guardam, também elas, tanta história e tantos momentos. São as primeiras a relembrar-te das marcas que te marcam. São elas, tantas e tantas vezes, que disfarçam as cicatrizes que ainda não curaste dentro de ti. … Continuar a ler Que cicatrizes é que levas contigo?

Já não nos vemos

Já não nos vemos. Deixamos de reconhecer as nossas faces. Tornamo-nos ainda mais desconhecidos. Não nos cativa as linhas de um rosto que nos fala de humanidade, de vida e de verdadeira presença. Estamos virados para o virtual. Viraram-nos do avesso e, por isso mesmo, só nos vemos num "eu" desenhado à nossa medida sem … Continuar a ler Já não nos vemos

Temos de ultrapassar

Temos de ultrapassar. Devemos fazer de tudo para que sejamos nós a passar pela vida. Não nos podemos deixar ficar, nem que para isso tenhamos que nos ultrapassar a nós mesmos. Necessitamos, muitas das vezes, de sair das curvas e contracurvas que nos enganam com as suas ilusões e com as suas falsas promessas. Não … Continuar a ler Temos de ultrapassar

Temos medo

Temos medo. Medo de não sabermos onde estamos, nem como estamos. Receamos andar dias sem fim à volta das nossas voltas sem sabermos em que voltas andamos. Tememos não conseguir alcançar um depósito de confianças construído e idealizado por aqueles que nos assistem. Trememos quando num pensamento fugaz nos apercebemos de um caminho realizado de … Continuar a ler Temos medo

Beco sem saída

Sentes-te preso. Fechado. Apertado por ti e pelo mundo. Estás perto de um sufoco que te questiona a capacidade de respirares a liberdade da tua existência. Estás cada vez mais encurralado diante dos teus pensamentos e da tua pouca ação. Não te ensinaram como se vive com o medo. Não te mostraram como se supera … Continuar a ler Beco sem saída

Já sabes andar?

Já sabes andar? É a pergunta que desejas que te façam. Depois de tantas quedas, depois de guardares tantas marcas em ti, anseias que alguém se preocupe com o teu andar. No entanto, a pergunta não surge. Querem somente que andes à força. Não interessa muito bem como, nem para onde, o que realmente importa … Continuar a ler Já sabes andar?

Caminhando pelas incertezas

Não caminhamos pelas certezas, mas sim pelas dúvidas. São elas que nos incitam a sairmos de nós mesmos e a ultrapassarmos os limites delimitados, tantas e tantas vezes, pelos nossos medos. A vida faz-se arriscando na travessia de ultrapassar o risco da ousadia. Enfrentarmos as dúvidas e os medos não nos faz vencedores de tudo … Continuar a ler Caminhando pelas incertezas